TECNOLOGIA PARA ENGAJAMENTO DOS COLABORADORES NAS EMPRESAS

A palavra engajamento tem vários significados: alistamento, comprometimento, dedicação, afiliação, adesão e mais uma infinidade de palavras. Todas elas sugerem estreita identificação entre uma pessoa e um ideal, propósito, causa, empresa, marca, produto, etc.

Etimologicamente, o termo deriva do francês “engager”, que significa empenhar, o que reforça ainda mais o sentido de dedicação, fazer algo com vontade e afinco.

No mundo corporativo, engajamento é um conceito importantíssimo, presente em diversos elementos que compõem o ambiente das empresas. Neste artigo, falaremos sobre o primeiro deles: o engajamento dos funcionários e colaboradores da empresa.

engajamento-do-colaborador
Figura 1 – engajamento do colaborador no contexto empresarial

A partir daqui, classificaremos o conjunto de funcionários e colaboradores terceirizados apenas como “colaboradores”. Essa categoria pode ser dividida em três subgrupos: engajados, não engajados e desengajados.

Engajado – vê significado pessoal e coletivo em seu trabalho, do qual é entusiasta. Tende a elevar a reputação da empresa e de seus produtos e serviços perante clientes, parentes e amigos. A manutenção do engajamento de funcionários que vestem a camisa dessa maneira é essencial.

Não-engajado – cumpre seu trabalho como uma obrigação, mas não se preocupa em alavancar positivamente os resultados da empresa com consistência, já que o mais importante é o seu emprego. Para melhores resultados corporativos, esse funcionário precisa migrar para o grupo dos engajados.

Desengajado – crítico da empresa, seus produtos e serviços, esse funcionário cria problemas no ambiente de trabalho e atrapalha os engajados na hora de criar experiências positivas com clientes e trazer melhores resultados para o negócio. Como ele joga contra o time, seu desligamento é a melhor alternativa para todos.

Desde 2011, o Instituto Gallup mede o engajamento dos trabalhadores em diversos países. Os números são alarmantes: estima-se que a produtividade perdida em decorrência da falta de engajamento represente um prejuízo entre US$ 450 e US$ 550 bilhões por ano para empresas do mundo inteiro.

02-engajamento-do-colaborador
Figura 2 – engajamento do colaborador nos EUA (fonte: Gallup)

No gráfico, é possível observar que, de 2011 a 2016, o engajamento dos colaboradores variou de 27,9% para 32,6%. Apesar da melhora, ainda é um patamar muito baixo, uma vez que, a cada três colaboradores, apenas um está engajado nos EUA. Em termos globais, este número é ainda menor.

03-engajamento-do-colaborador
Figura 3 – engajamento do colaborador nos EUA (fonte: Gallup)

Um fator determinante para a gestão dos colaboradores é lembrar que, atualmente, metade da força de trabalho global é composta pelos “millenials”, nascidos entre 1980 e 2000. Para esta geração, as expectativas de engajamento são muito diferentes. Horário de trabalho flexível, mobilidade para trabalhar de qualquer lugar, oportunidade de ascensão rápida na empresa, feedback contínuo e recursos tecnológicos de ponta para o trabalho em grupo remoto são alguns bons exemplos disso. São heavy users de novas tecnologias e completamente adaptados a este estilo de vida.

Com base em pesquisas globais, pode-se considerar um trabalhador engajado aquele que responde positivamente aos seguintes fatores:

  • Alta probabilidade de permanecer em seu atual emprego num futuro previsível
  • Grande impulso para recomendar os produtos e serviços da empresa a amigos e parentes
  • Forte desejo de recomendar um emprego na empresa a amigos e parentes

Entidades especializadas, como a Gallup e a GPTW (Great Place to Work), entre outras, oferecem pesquisas para mapeamento de engajamento dos colaboradores.

Estes níveis de engajamento dependem, essencialmente, de como os funcionários são gerenciados, empoderados e reconhecidos:

  • São empoderados pelo gestor para resolver problemas de negócios e estimulados a buscar melhorias constantemente. Acreditam ter autonomia para encontrar melhores maneiras de trabalhar.
  • São inspirados pelo gestor e nutrem grande respeito por ele. O relacionamento com o gerente é um fator crítico para o engajamento. Por isso, acreditam que seus chefes ouvem efetivamente o que sentem e se importam com o bem-estar dos funcionários, além de demonstrarem uma visão clara de estratégia, seguida pelo time.
  • Aceitam feedbacks sobre suas performances, com frequência e de forma construtiva. Apreciam o reconhecimento de seu empenho e dedicação. Recompensa e reconhecimento devem ser consistentemente aplicados, não apenas pelo esforço, mas, sobretudo, pelos resultados alcançados.

Engajamento é uma característica mensurável, direciona os resultados dos negócios e transforma os colaboradores em verdadeiros defensores públicos da empresa e de seus produtos.

Segundo estudos do Forrest Group, a tecnologia pode auxiliar no engajamento dos colaboradores através de seis alavancas:

  1. Pesquisa de Engajamento
  2. Coaching e Performance
  3. Comunicação Colaborativa
  4. Aprendizagem e Carreira
  5. Recompensa e Reconhecimento
  6. Saúde e Bem-estar

 

  1. Pesquisa de Engajamento

Tradicionalmente, as empresas aplicam pesquisas anuais aos colaboradores, para mapeamento e planejamento de atividades. Porém, na Era Digital, contamos com inúmeras e eficientes ferramentas de pesquisa, tabulação e análise dos índices de engajamento. Estes processos, portanto, deixam de ser periódicos, tornando-se contínuos e interativos, através de dispositivos móveis, redes sociais e analítica preditiva. É a mudança do off-line para o on-line.

  1. Coaching e Performance

Atualmente, contamos com recursos de automação de processos, integração de informação e analítica real-time. Com estas ferramentas, os gestores podem acompanhar os resultados de sua equipe, bem como identificar desvios entre metas estabelecidas e performance de maneira imediata. Isso facilita a correção de rota, através de coaching individualizado, para cada um dos colaboradores.

  1. Comunicação Colaborativa

A comunicação entre colaboradores é vital e tem que ser constante, pois cria um ambiente transparente e encoraja feedbacks construtivos e inovação. Além das tradicionais intranets e e-mails, hoje contamos com poderosas ferramentas de comunicação rápida, na nuvem e ponto-a-ponto, como o Whatsapp e outros softwares de chat/troca de informações.

  1. Aprendizagem e Carreira:

Nos últimos anos, os recursos de gestão de conhecimento disponíveis para empresas têm mudado muito. De arquivos estatísticos nas intranets, evoluímos para programas de desenvolvimento individual, baseados em e-learning e direcionados pela inteligência analítica, com base em aptidões do colaborador e objetivos da empresa. Softwares móveis proporcionam um aprendizado cada vez mais ubíquo, prazeroso e eficaz, graças aos recursos de gamificação. Vale ressaltar que essas inovações também reduzem os custos em relação a programas off-line tradicionais.

  1. Recompensa e Reconhecimento:

Ferramentas de comunicação ponto-a-ponto, chefe-colaborador e cliente-colaborador são algumas formas de reconhecer um trabalho bem feito pelos funcionários. Nesse quesito, os recursos de gamificação também são grandes diferenciais: campanhas internas, rankings e badges individuais e coletivos ajudam a promover a cultura de trabalho em grupo. As lideranças também podem utilizar prêmios para reconhecer esforços e metas atingidas, além de motivar a equipe.

  1. Saúde e Bem-estar:

Muitas empresas já estão utilizando aplicativos para controle das necessidades pessoais de saúde e bem-estar de cada colaborador. O objetivo é oferecer melhor qualidade de vida e reduzir o absenteísmo. Este quesito está diretamente ligado ao nível de satisfação dos funcionários.

E você sabe qual é o nível de engajamento na sua empresa? Quanto você perde ou deixa de ganhar com isso? Quais ferramentas estão sendo efetivamente utilizadas pelo mercado? Quais são seus resultados? Com o atual cenário e a compreensão da importância do engajamento, as respostas para estas perguntas são cruciais para qualquer empresa. Por isso, essas e outras questões importantes serão exploradas nos próximos artigos; não deixe de acompanhar.

 

Fique por dentro do que acontece no mundo do TI!